8 maneiras de utilizar um pedal de equalizador para guitarra

Como usar um Pedal Equalizador Joyo

84 / 100

O que é um pedal de Equalizador (EQ)?

Os pedais de equalizadores não são os mais famosos e procurados pelos guitarristas. Porém se saber como usar, eles podem nos dar ótimas soluções que muitas vezes nem imaginamos.

Um pedal de equalizador é uma unidade de efeito que dão o poder de atenuar ou destacar frequências específicas em seu timbre. Mais ou menos como vc já faz no seu amplificador em geral. A maioria dos pedais compactos de equalizadores encontrados são do tipo equalizadores gráficos, esses que possuem sliders que você pode deslizar para cima ou pra baixo, em função de cada frequência.

Pedal Joyo American Sound simulador de amp
Pedal de equalizador com sliders para controle de acentuação e atenuação de frequências

Alguns equalizadores possuem mais ou menos bandas de controle de frequência. Em geral há pedais de EQ para Guitarra e para Contrabaixo. Você pode usar qualquer um deles com qualquer um dos instrumentos. No entanto, o de contrabaixo vai ter maior controle pra frequências mais graves e o de guitarra para frequências mais agudas. Obviamente

E qual a utilidade de um pedal de equalizador, se já tenho equalização no amplificador?

Bom, a primeira delas é que ter a possiblidade de acionar/desativar esta configuração com os seus pés, o que pode ser útil no meio de uma música, ou performance ao vivo. Além disso, você pode ter acesso rápido à uma correção necessária de equalização quando por exemplo, troca de instrumento em um palco, e não quer mudar todas as configurações de equalização do seu amplificador. 

 

Por exemplo: Ao trocar uma guitarra com sonoridade mais aguda, como uma Stratocaster com single coils por uma de timbre mais grave e
encorpado, como uma Les Paul. Se o seu amp está bem equalizado para a strato, é bem provável que vc queira adicionar um pouco mais de ganho nas frequências agudas quando for usar a Les Paul. 

Mas de uma forma mais específica, vamos mostrar aqui 8 formas muito úteis (algumas pouco intuitivas) para se usar bem um pedal de equalizador.

8 maneiras de se utilizar um pedal de equalizador

1 - Pedal de equalizador como Clean Boost

Alguns pedais de EQ possuem controle de volume. Dessa forma, se você mantiver todos os parâmetros de equalização zerados, e apenas aumentar o volume, terá um clean boost nos pés.

Isso pode ser útil quando você quer aumentar o volume para um trecho como um solo, ou mesmo corrigir a diferença de volume quando troca de guitarras: Você está no palco tocando com uma guitarra com humbuckers e troca por uma guitarra com single coils. Como os captadores single em geral possuem menor saída, você vai sentir o volume da guitarra mais baixo, e um clean boost pode equilibrar isso sem afetar o timbre.

 

Uma forma legal de se utilizar isso, é no loop de efeitos do amplificador, pois assim você evita saturar mais o sinal do preamp. Dessa forma você estará simplesmente aumentando o volume do som, sem distorcê-lo.

2 - Pedal de equalizador como boost de médios

Uma forma que sempre gostei de usar pedais de equalizador, é como booster de médios (aproximadamente as frequências de 800 a 2000 Hz). Acentuando as frequências médias, você consegue deixar a sua guitarra mais “na frente” ou “presente” na mixagem, o que pode ser muito útil para se usar em solos, pois assim se destaca o som da sua guitarra, sem necessariamente precisar aumentar o volume.

 

Obviamente, você pode combinar as duas formas mencionadas: Pode usar o pedal de EQ como boost de volume e de médios (ou qqer outra frequência) simultaneamente.

3 - Como um filtro LO-FI

O equalizador pode te fornecer aquele timbre LO-FI de “linha telefônica”, ou “rádio AM”, que é interessante em algumas situações musicais. Basta zerar algumas frequências e aumentar outras para ter efeitos bem “pouco convencionais”.

4 - Para corrigir problemas de equalização e entender melhor o seu som

Umas das reflexões interessantes que tive ao ler o livro “Pedais de guitarras e outros efeitos” é que, a principal função do equalizador não é necessariamente AUMENTAR frequências, mas sim CORTAR frequências indesejadas.

Em muitos casos, a sala, a reverberação local, a combinação de fatores entre sua guitarra, setup, amp, fase da lua, alinhamento das estrelas… enfim, algo pode fazer com que alguma frequência indesejável esteja te atrapalhando a tirar o melhor timbre, ou mesmo esteja estragando o seu som. Uma simples atenuada na frequência certa pode salvar a sua vida numa hora dessas.

Uma situação clássica: Você foi tocar em um lugar com sua guitarra e setup de pedais, sem levar o SEU amp (em que você está já todo acostumado a tocar, com tudo reguladinho…) e na casa só tem um amplificador com um timbre TOTALMENTE diferente do que você está acostumado (muito mais agudo, ou muito grave… etc). Ter um pedal de EQ “na ponta dos pés” pode te ajudar a te colocar de volta em uma “zona de conforto” sonora, e te ajudar bastante em sua performance.

Uma dica e experiência pessoal: Gosto de tirar um pouco de graves quando uso guitarras semi acústicas ou les pauls, pra deixa o som um pouco mais definido, e evitar que os graves embolem, principalmente com amps que possuem alto-falantes de 10” ou menores.

Funciona bem quando a combinação de guitarra e amp têm juntos muito ataque, e tirar um pouco de frequências médias ajuda a deixar o timbre mais equilibrado.

Como saber qual frequência? Só com treino no ouvido.

 

Uma outra reflexão legal que você vê no canal da JHS Pedals no youtube, é que o hábito de utilizar um pedal de EQ, treina o seu ouvido para entender melhor o que você gosta e não gosta na sua sonoridade, te ajudando a conseguir “traduzir” ou “se expressar” melhor nesse contexto. Beleza, você pode falar para o vendedor da loja ou pro técnico de som que quer um som mais “ardido” ou um som mais “enlatado”, e muita gente vai entender. 

Porém saber que quer um drive que te dê um corte/boost de frequências específicas, vai te ajudar muito mais a se comunicar e expressar. 

5 - Como boost de ganho em amps valvulados

OQUE? É possível isso?

Sim

Veja: Qdo se destaca uma frequência, você está literalmente aumentando o volume daquela frequência específica. Dessa forma, utilizando de forma sábia é possível muito bem induzir a drive em um amp valvulado prestes a saturar, apenas com um pedal de eq.

 

Porém tenha em mente que isso vai funcionar ligando o EQ no INPUT do amp, e não no FX LOOP. O boost de ganho deve ir sempre antes do circuito que gera o drive (se vier depois vira boost de volume geralmente)

6 - posicione o pedal de equalizador antes e depois dos drives e veja a diferença

Essa é uma opção sem uma regra definida. Você pode ligar dos dois jeitos, desde que entendendo o efeito de um eq antes e depois do drive. Essa é a mesma lógica que você usaria pra decidir se usaria um pedal de EQ no input ou no FX LOOP do amp, se tiver usando o drive do amp. Na dúvida, releia o item anterior 😉 

7 - Como boost de agudos

Dar uma acentuada nas frequências de 6,4 kHz ajuda a dar aquela “ardidinha” ou “bite” que às vezes falta no som, mesmo com uma guitarra mais estridente.

As vezes é difícil se expressar com palavras (a sinestesia e as onomatopéias são limitadas, mas é o jeito), mas experimente tocar algum estilo como funk na guitarra com uma strato e dar um boost nas frequências agudas e você vai entender. 

8 - "Esculpindo" os médios em sonoridades high gain

Tirando um pouco das frequências médias quando se usa timbres com drives high gain. Isso me dá uma sensação de deixar o som com menos ataque, destacando aquele “djum djum”, aquela sensação de peso e profundidade que ajuda nas bases. Daí para deixar a guitarra com mais ataque e “na cara” desligo o eq na hora do solo.

Então enfim, preciso de um pedal de EQ no setup?

Em resumo, eu diria que o pedal de EQ não é aquele pedal que APARECE NOS HOLOFOTES. Ninguém vai te ouvir tocando e dizer “poxa, baita timbre esse EQ hein”. Logicamente é importante procurar pedais que possuam uma amplitude de frequências que te atenda, e principalmente que não altere o timbre do seu instrumento enquanto estiver desligado.

Quando se está montando um setup, não é o PRIMEIRO pedal que você vai procurar. Porém em situações em que se precisa de versatilidade e praticidade para se alterar timbres, ele pode ser muito útil. Ele é como um “herói silencioso” que te amplia muito as possibilidades sonoras, e que pode te salvar a vida “nos bastidores” do seu setup.

 

Então é isso aí, espero que tenha gostado e que tenha contribuído com ideias para usar melhor pedais de eq!

Você já usa pedal de equalizador no seu setup? Conta aí nos comentários como você já usa!

 

Aráss!


Referências

https://www.youtube.com/watch?v=foK6OfdEve0

https://www.youtube.com/watch?v=hypn6uA6RPs

https://www.youtube.com/watch?v=ATynpvRHMs0

 

https://www.youtube.com/watch?v=y5WqOkiADXA

Postagem relacionada